COMO PARTICIPAR

O estudante que pretende participar no programa ERASMUS+ necessita de cumprir determinados requisitos para estar elegível a este:

  • Ser cidadão de um país participante no programa;
  • Não ser beneficiário de apoios comunitários ou de outros programas da União Europeia;
  • Ser estudante de, pelo menos, 2º ano do primeiro ciclo.

Caso cumpra estes requisitos, o estudante deve contactar o Gabinete de Relações Internacionais e Cooperação (GRIC), que o auxiliará no processo de candidatura ao programa. Após o envio da candidatura, o pedido é submetido a um processo de avaliação e seleção.


PLANO DE ESTUDOS

O pleno reconhecimento académico é uma condição obrigatória da mobilidade estudantil no âmbito do Programa Erasmus. Assim, o período de estudos realizado no estrangeiro tem que substituir efectivamente um período de estudos equivalente na Instituição de origem, incluindo as avaliações, mesmo que existam diferenças entre os conteúdos adoptados nas duas Instituições. A partir do momento em que o Learning Agreement é aprovado, as equivalências têm que ser reconhecidas.

Depois de ser conhecida a Instituição de Acolhimento, o estudante deve preparar uma proposta das UC’s que irá realizar durante o período de mobilidade. Para tal, deve contactar Gabinete de Relações Internacionais e Cooperação da ESSSM (erasmus@santamariasaude.pt) para saber quais as UC’s disponíveis na Instituição de Acolhimento.

O estudante tem que realizar, também, um Contrato de Estudos, em conjunto com o Coordenador de Erasmus da ESSSM. Através deste contrato, o estudante compromete-se a seguir o Learning Agreement na Instituição de Acolhimento, considerando-o parte integrante dos seus estudos superiores. A ESSSM, por seu lado, compromete-se a garantir o pleno reconhecimento académico dos ECTS obtidos durante o período de mobilidade.

No final do período de mobilidade, a Instituição de Acolhimento emite um registo académico que apresenta todos os resultados do estudante. Uma vez recebido este documento pelo GRIC da ESSSM, serão lançadas as notas das UC’s correspondentes ao plano de estudos na ESSSM.


PREPARAÇÃO

Depois de confirmada a aceitação do estudante no Programa Erasmus da ESSSM, este deve trocar informações com a Instituição de Acolhimento sobre a data de chegada, alojamento (no caso de se candidatar a residências) e orientação (como chegar, quais os transportes existentes e onde deve dirigir-se quando chegar à Instituição de Acolhimento).
Antes de iniciar o período de mobilidade, o estudante deve reunir informação sobre o país, a cidade e a Instituição de Acolhimento, para que a mobilidade ocorra da melhor forma possível.

ALOJAMENTO

A Instituição de Acolhimento tem obrigação de apoiar os estudantes ERASMUS na procura de alojamento.
Cabe ao estudante dialogar diretamente com a Instituição de Acolhimento para se candidatar a alojamento. Regra geral, o estudante tem acesso, através da página da instituição a informação sobre as condições de alojamento, bem como a fichas de candidatura (no caso de existência de residências).


DURANTE A MOBILIDADE

Os Serviços de Apoio à Mobilidade da Instituição de Acolhimento devem informar o estudante sobre como proceder à sua inscrição nas UC’s que constam do Learning Agreement, previamente aprovado pela ESSSM e pela Instituição de Acolhimento. A inscrição é obrigatória e deve cumprir as instruções e prazos indicados.
Devem, ainda ser fornecidas informações como: dados de acesso à internet e quem será o Coordenador Erasmus responsável pelo Plano de Estudos na Instituição de Acolhimento.

A Declaração de Presença é fornecida pelo GRIC da ESSSM antes da partida e corresponde à confirmação da estadia no estudante na Universidade de Acolhimento. O seu preenchimento, assinatura e reenvio ao GRIC da ESSSM é obrigatório. Esta assinatura deve ser solicitada nos Serviços de Apoio à Mobilidade da Instituição de Acolhimento.

Durante o período de mobilidade do programa Erasmus, os estudantes têm um desconto de 40% do valor da propina.

ALTERAÇÕES AO LEARNING AGREEMENT

Nos casos em que houver necessidade de alterar o Learning Agreement original devido a circunstâncias não previstas (ex. sobreposição de horário, alterações do plano curricular,…) estas devem ser enviadas e aprovadas pelo GRIC da ESSSM.
O estudante dispõe de 30 dias para formalizar e finalizar o processo, desde a data de chegada à Instituição de Acolhimento.